O que acontece quando um estudante de Comunicação, fanático por música, resolve falar sobre o tema? A resposta está aqui... um blog ao estilo Jukebox de ser, que tenta fazer um mix de todos os questionamentos e dicas sobre uma arte essencial para viver, a música.

terça-feira, 25 de março de 2008

Chico Buarque - Um mito.

Resolvi me aventurar a falar de um ícone da música brasileira que – embora admita reconhecer apenas superficialmente seu trabalho – considero um musico inigualável, Francisco Buarque de Hollanda, ou, simplesmente e principalmente, Chico Buarque.

Compositor, escritor, cronista, dramaturgo, intelectual. Dotado de uma inteligência perspicaz contrastante com sua timidez nítida, e já criticada por Elis Regina – que deixou de gravá-lo no inicio da carreira de ambos, por tal motivo –, Chico é um mito. Muitas peças e livros escritos, crônicas de uma inteligência singular, o forte deste carioca é, de fato, a música – que permeia ou conduz toda sua obra.

Lembro que o primeiro contato real – aquele em que você percebe a obra – que tive com o trabalho de Buarque (como cantor) foi aos 15 anos. Precisava encontrar uma música que pudéssemos interpretar na aula de teatro no colégio e garimpando nos cds (poucos) que havia lá em casa acabei escutando to do o cd Millenium – Chico Buarque do qual extraí a música “A banda” pra o trabalho. Ali fui tocado pela magia do compositor.

Depois disso passei a escutar o cd de Buarque e me interessar por suas músicas. Óbvio que já o tinha escutado suas canções em muitos momentos, mas não tinha percebido essencialmente seu trabalho. Foi muito louco descobrir que Atrás da Porta, música interpretada de forma emocionante por Elis Regina, era dele. Foi o meu primeiro contato com o lado feminino do compositor, que viria ser reconhecido futuramente na interpretação de outras cantoras como Bethânea e Gal.

À medida que o tempo passou, fui tendo cada vez mais contato com a obra dele e por conta do amadurecimento passei a prestar uma maior atenção nas letras. O lirismo de suas musicas, suas críticas veladas em versos ingênuos, tudo isso me fascinou e me fascina. È assustador ver o desenvolvimento lógico-intelectual e estrutural de algumas de suas músicas como, por exemplo, Construção. É um show a parte.

Tal talento fez de Chico um mito da música nacional e internacional. Reverenciado por publico, critica e colegas de profissão. Fez parcerias e foi gravado por grandes nomes da música popular brasileira, entre eles Tom Jobim, Vinícius de Moraes, Toquinho, Milton Nascimento e Caetano Veloso. Tendo Francis Hime como um dos parceiros mais constantes de onde surgiram musicas como Atrás da Porta e Luíza.

Para essa humilde pessoa que escreve essas linhas, Chico Buarque é uma referência no que diz respeito a boas composições. Ainda hoje não o tenho como ídolo. Mas chego a estranhá-lo, a pensá-lo como um ser humano digno de estudo e compreensão, tal o respeito e admiração que nutro por seu trabalho. Pra mim, Chico Buarque é uma incógnita que sabe como poucos fazer musicas inteligentes, criticas, criativas e, o mais importante, simples.

Fonte e foto: Wikipédia.


PS: Acabo de saber que Chico Buarque lidera a lista do ECAD tendo sido o primeiro em arrecadações de shows em 2007.

26 comentários:

D. Amnésia o.O disse...

Gosteii
Meu primeiro contato com Chico foi aos 12 anos, com essa mesma música e tb pra um trabaçho de escola!
De lá pra cá entrei no teatro e asssisti uma peça chamada CHICOS em homenagem ao próprio. Exelente peça. Adorei seu poost!
Passa no meu!
http://daamnesia.blogspot.com/

Henrique Felippe disse...

Conheci o trabalho do Chico quando uma amiga começou a fazer sua monografia voltada em sua obra... isso deve ter um 10 anos... aí comprei cds e passei a gostar e admirar este cara...
Parabéns pelo post, acho até que pessoas como o Chico mereçam ainda mais letrinhas por aí...

Abraços,
Henrique
Vai Vendo...

Feänor disse...

Chico Buarque é um mito que eu também reverencio... Um homem de múltiplos talentos.

O cara como cantor e poeta é fenomenal.

" Sobre Todas as Coisas" disse...

Companheiro

Essa informação de que Elis teria

deixado de gravar músicas de Chico

em função da timidez dele onde você

obteve ?

Tô achando muito estranho isso..

Boa matéria

abração

Walmor disse...

Caramba, rapaz... muito bom seu post.

Chico é mesmo um mito.
Gostaria que vc lesse no meu blog um texto que eu tbm escrevi sobre ele... espero que goste!


http://walmoroliveira.blogspot.com/2008/01/chico-buarque-do-brasil.html

D. Amnésia o.O disse...

Na verdade o texto é meu..
auahuahuahua
Mas fico feliz em saber que vc lembrou de algum outro...
xD

SouMusic disse...

"Sobre Todas as Coisas"

A informação sobre a Elis ter disitido de gravá-lo logo no inicio da carreira eu enontrei no Wikipedia.

Espero que ñ seja errada a fonte.

Vlw!!!

Patrícia disse...

Vim retribuir a visita... adorei o blog... parabéns.. amo música, me senti em casa aqui... sucesso...

Pati

http://www.pati-espaco.blogspot.com/

entreterimetophf97 disse...

interessante, so n gostei mt do template, achei mt simples

Lanterna Verde disse...

blz...então camarada, o nome da banda é "The animals", provavelmente vc já ouviu musica deles mas nao liga o nome, vale a pena conferir.

gostei do blog, chico é fabuloso, no seu estilo nao tem igual, adoro um trabalho dele chamado "opera do Malandro", tenho o disco original de 1979...é um trabalho sem igual pra mim!


vlw

Renata_m_s_rodrigues@yahoo.com.br disse...

Grande Chico....
\o/
passei a gostar desse cara a uns 5 anos atras =)

lembro como se fosse hoje a emoção que senti quando escutei


''Por esse pão prá comer
Por esse chão prá dormir
A certidão prá nascer
E a concessão prá sorrir
Por me deixar respirar
Por me deixar existir''

Thaíssa Vasconcelos disse...

Adoooooro o Chico!
É um mito, belíssimo o seu jeito inteligente de se utilizar das palavras.
Minha música preferida é Cotidiano. Acho ela muito bem articulada, muito inteligente e muito profunda, belíssima.

O que eu realmente não gosto, em se falando em Chico, ams fugindo um pouco do assunto é a comparação de Marcelo Camelo com ele... pôxa vida, Marcelo Camelo se limita a falar de um amor bem platonico, Chico é mais, muito mais!

adorei isso aqui, voltarei mais vezes...ADOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOORO música!

Tyaguim disse...

Respondendo sobre 'fazer poesias'.

1.Pegue palavras que rimem

2.Lembre de uma menina, um sonho, ou coisa do cotidiano

3.Passe as palavras para o papel e encaixe no que você estiver inspirado

ps:
.No ínicio, com a ajuda de um dicionário pode ajudar muito.

.Cuidado com palavras raras, as vezes muita palavra pouco conhecida pode tornar a leitura cansativa!

Abraço!
Valeu pela visita lá. Volte sempre!

Hugo disse...

Me desculpe as feias, mas beleza é fundamental!


Sim, o cara é um gênio é bom demais ouvir as músicas desse cara


Gostei do texto, bastante criativo


abraços

Harry Potter disse...

Meu primeiro contato com o Chico foi da TV globo! Gosto de estilo musical e das musicas dele tb! mas eu nao sou muito fán dele naum! nao tenho nenhum cd, mas gosto dele!
>>>VIVA CHICO<<<

visite:http://harrypotterbloggerleo.blogspot.com/

Rafael Moreira disse...

Mito e Lenda
É impossível não ouvir Chico e não se apaixonar...
Amo suas letras, mesmo eu sendo novinho...

Até mais!!!
TaBlito!! <<< Passa aê e comentah!!!

Felipe, o amigo disse...

Sinceramente não gosto dele. Também respeito quem gosta porque ele tem um dom pra escrever e blá, blá, blá...

Renato Barbosa disse...

Mil palavras seria poucas para representar essa ilustra pessoa que mostra com claressa a qualidade das musicas brasileiras ..

é muito dificil achar um blog que fala tão bem dele ..

Como muitos comentaram .. é um mito ..

que será eternizado ..
na historia brasileira ..

Mulheres de atenas e Construção ..

são muito boas . !!

Abraços .. Fui ..

http://renatobarbosa.blogspot.com/

Dancer disse...

+ o cara é o mestre

PS: gostei do titúlo do seu blog *_*

Thiago Borges disse...

Reconheço todo o valor de Chico pra música brasileira, reconheço mesmo...
Mas pra mim ele vive de música antiga, porque o sucesso atual dele não é por qualidade exatamente, mas simplesmente por ELE ser CHICO!

E ainda não engoli a história do show começar uma hora mais cedo e os fãs que se F...

Isso foi um mega vacilo!

saian supa disse...

Muito bom o blog, agradeço a visita e espero podermos construir uma boa parceria.

.profusionn disse...

chico...

cresci escutando chico. ambalo das noites boêmias lá de casa, dos amigos utópicos da minha mãe. eu? era criança. musicalmente a minha formação foi privilegiada pelo bom gosto dos que me cercavam... noites chico, noel e cartola... muitos outros...

não me separei dele, também nunca fui a um show...

sinal fechado... copo vazio... estava escutando estes dias por ai...

Danilo Moreira disse...

Ola rapaz, desculpe a demora.

Vim retribuir a sua visita ao Em Linhas e agradecer pelo comentário em As Veias Nocivas.

Engraçado que enquanto certos blogers estúpidos apenas deixam seus links no Comente no blog acima e nem dão as caras no dito cujo, vc simplesmente foi lá, escolheu um e comentou de livre e espontanea vontade.

Todos os textos do blog são de minha autoria, exceto alguns que estão no marcadores "Especiais" ou "Pensamentos" mas que possuem os devidos créditos aos autores.

Usei o verbo encanar no sentido de encanamento, ou seja, no caso do texto, de organizar melhor os nossos esgotos canalizando-os, como um corrego a fim de nao deixar as suas aguas sujas transbordarem para as pessoas e sim conduzi-las ao seu destino certo.

Qto a sua postagem, na minha opinião, Chico é um genio mais na arte de compor do que propriamente cantando. Adoro Cálice, Lígia e Roda Viva (coincidencia ou nao, estava ouvindo hj de manha a versão que ele fez com a Fernanda Porto). Suas letras são de uma profundeza as vezes sem explicação, só mesmo sentindo...rs

Visite sempre que puder o meu blog, e mais uma vez desculpe pela demora. Seu blog tb é show!!!!

Abçs!!!!

----------------------------------
http://emlinhas.blogspot.com/

EM LINHAS...
Quando as palavras se tornam o nosso mais precioso divã.

Novo texto: Primavera Nos Dentes
----------------------------------

Marcos Costa Melo disse...

À altura do Chico na música brasileira, acho que só o Tom Jobim.

F. Grijó disse...

Bem, SouMusic, eu sou suspeito porque, além de xará, tenho rigorosamente todos os discos de Chico, incluindo raridades como "Gota D'Água" e as trilhas de "Vai Trabalhar, Vagabundo" e "Calabar", que comprei a peso de ouro, em SP, há 27 anos.
Li todos os livros, incluindo os chatíssimos "Estorvo" e "Benjamim". Li suas peças (todas, excelentes), assisti a três de seus shows.
Sou fã, mas fã crítico.

Não considero Chico um grande músico, embora, em minha opinião, seja o melhor compositor/sambista pós-Noel Rosa.
É lírico (vc bem disse), é genial com as palavras, sabem como montar textos (vide "Construção", "O Que Será - à flor da terra", "Mar & Lua", "Pedaço de Mim", "Uma Canção Desnaturada", "Flor da Idade" e "Pedro Pedreiro" (citando apenas as que vêm à cabeça).

Tenho todas as biografias do Chico e em nenhuma delas ouvi sequer menção sobre esse fato de Elis ter deixado de gravar músicas dele por conta da timidez.
Bem, pode até ser que as biografias estejam incompletas.

Postei sobre Chico algumas vezes.
É só "buscar" a palavra
Chico buarque em meu blog que vc encontrará muita coisa.

Valeu a postagem, camarada.
E aproveito para convidar vc a participar de um grupo seletíssimo de blogueiros.
Aí vai o endereço:

http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=48266037

Espero contar com vc.
Abraço.

Tatiana disse...

Mt fácil ter tido o recorde de arrecadações em shows no ano passado. Vc viu os preços dos ingressos? No Rio, para os shows do Canecão, o lugar mais barato custava R$ 60 (e duvido que dali alguém conseguisse ver alguma coisa, já que eram cadeiras laterais - mas laterais MESMO!)... Fora isso, as cadeiras das mesas custavam, cada uma, no mínimo, R$ 120.

Aqui no Recife, preciso relembrar? Além das filas enormes para comprar ingressos (R$ 80 e R$ 160), a produção ainda antecipou os shows no último dia. Resultado: a galera que não soube da mudança, perdeu o show e teve que se contentar em ter seu investimento de volta.

O talento dele é inscontestável. Sou fã (fui ao show no Canecão), mas levanto a questão: o quê será que o Chico Buarque de 1960 diria desse Chico?