O que acontece quando um estudante de Comunicação, fanático por música, resolve falar sobre o tema? A resposta está aqui... um blog ao estilo Jukebox de ser, que tenta fazer um mix de todos os questionamentos e dicas sobre uma arte essencial para viver, a música.

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Elis Regina - um poema.





Oi pessoas, após um mês sem nenhuma nova linha escrita, cá estou pra tentar correr atrás do prejuízo. Além da falta de tempo, muitos outros fatores (psicologicos - é bem verdade... rs) interferem nessa produção que, assumo hoje o compromisso público de não deixar ocorrer mais. Prometo escrever, pelo menos, uma vez por semana. Nem que seja postar uma música que eu goste.

Bem, essa atualização de hoje foi muito avaliada, visto que estarei postando um conteúdo meu - o qual não me sinto inteiramente seguro de compartilhá-lo. Mesmo este já tendo sido postado numa comunidade do Orkut.


O texto que posto logo abaixo, escrevi no início de 2006 enqanto escutava o Cd da Elis - artista que simplesmente amo - e lamentava o fato de nunca ter tido a oportunidade de vê-la (nem ao menos pela tv) já que ela havia morrido antes de eu nascer... Adoraria ter tido a oportunidade de pelo menos acompanhar (um pouco que seja) sua carreira... Mas não foi possivel. Dai... fazendo essas reflexões acabei por escrever esse texto que agora divivido com vocês.

Como falei, apesar de ter postado esse poema na Comunidade Elis Regina, no Orkut, publicá-lo neste blog toma uma outra proporção e me deixa tão inseguro quanto eu estava quando o postei no Orkut. De qualquer forma, quem tá na chuva é para se molhar. Espero que gostem.


Abraços!!!!



Elis Regina - um poema.

Um olhar triste
Um sorriso contagiante
Ao soltar a voz e cantar,
Fazia o mundo se emocionar
Por ser baixinha,
Era chamada de Pimentinha
Elis, por que quis partir
E nos deixaste aqui?
Não era sua hora...
Você não precisava ir embora
Você tinha que ficar
E nossos corações tocar
Com aquelas belissimas canções
Que quem escrevia sabia
Não seriam apenas cantadas
Mas com a alma interpretadas.
Que saudade Elis!


Tiago Cardoso.


PS: Por favor, não sejam tão mordazes nas críticas. huahuahauha

4 comentários:

Krika disse...

É muito bom falar de música...
Particularmente não gosto muito da Elis, mas sei que ela cantava músicas muito maneiras, até gosto de algumas letras e tal... Mas nada que me chame muita atenção...

=*

Fê Colcerniani Justo disse...

Nossaaaaa, elis é tudo de mais perfeito que existe. Melhor cantora que o mundo já viu na minha opinião... Perfeita, maravilhosa.. emocionava... Adorei o poema... bem saudoso... gostei! Viva a eterna elis....

30 e poucos anos. disse...

Não sou a pessoa mais indiocada para falar de Elis pois não acompanhei e não curto muito o tipo de música...mas respeito e sei que foi e sempre será uma grande cantora e referência na musica brasileira.

Aquele que anda no Vidro disse...

Interessante e parece real a dedicação a cantora^^
MAS, só um adendo, q não é apenas vc, mas MUITOS q vi somente HOJE fazer: não conjugue verbos no passado usando ÃO...não é com vc, é q hoje reparei que em blogs as pessoas estão assassinando o pobre coitado do manuel, o joaquim e a maria rsrss

Mas está bonita a sua homenagem ;)

abraços.